replica rolex rolex is still the best choice inside of the global watch market sector.
diamond painting made in usa.

what companies are selling legit cheap sex doll?

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CBPF homenageia fundador por seu centenário

  • Publicado: Sexta, 07 de Janeiro de 2022, 18h59
  • Última atualização em Sexta, 07 de Janeiro de 2022, 19h42
  • Acessos: 278

 

Em Janeiro de 2022 o pesquisador e um dos fundadores do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), Leopoldo Nachbin (07/01/1922 – 03/04/1993) completaria 100 anos. Em homenagem a sua memória o CBPF relembra a trajetória profissional do matemático.

 

 

Leopoldo Nachbin nasceu em 07 de janeiro de 1922 na cidade de Recife, capital do estado de Pernambuco (PE). Durante o curso secundário no Ginásio Pernambucano, demonstrou interesse na matemática se destacando entre seus colegas de turma.

Desenvolveu seu interesse pela matemática na Escola Nacional de Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde publicou seu primeiro trabalho acadêmico, aos 19 anos.

Famoso por seus estudos em holomorfia em espaços infinitos - funções polinômicas em espaços desiguais, usadas nos cálculos de integrais (uso na engenharia, física, química e matemática aplicada). Nachbin é considerado o mais representativo matemático brasileiro. Atuando em diversas áreas dessa ciência, foi o que alcançou maior respeito internacional. Sua maior contribuição, foi a teoria de "Espaços Hewitt-Nachbin", empregada na matemática pura. Seu trabalho mais citado é o publicado no Transactions of American Mathematics Society, sobre o teorema de Hahn-Banach para aplicações em espaços normados, justamente o que explica a função holomorfa em detalhes. Nachbin foi o primeiro matemático brasileiro a conseguir bolsa de estudo de fundações norte-americanas.

 

Trajetória

No primeiro semestre de 1948 recebeu o título de Livre Docente em matemática através da Universidade do Brasil e no segundo semestre do mesmo ano embarcou para os Estados Unidos para estudar na Universidade de Chicago, onde esteve em contato com matemáticos renomados, como André Weil, Jean Dieudonné, Marshall Harvey Stone e Laurent Schwartz.

Em 1949, ainda na Universidade de Chicago, encontrou o Físico Cesar Lattes que contou dos planos de criar uma Sociedade Civil chamada Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas. O convite foi aceito e junto com Cesar Lattes e outros pesquisadores Nachbin fundou o instituto neste mesmo ano. Quando voltou ao Brasil em 1950 passou a ser pesquisador titular.

Ainda em 1950, foi responsável, ao lado de Lélio Gama e Maurício Peixoto, pela fundação do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA). O órgão dedica-se à formação de mestres e doutores no âmbito da Matemática e à realização de pesquisas na área, sendo vinculado – do mesmo modo que o CBPF – ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

 

Reconhecimento

Para completar o ano de realizações, também em 1950, Nachbin foi eleito membro da Academia Brasileira de Ciências (ABC).

Doze anos mais tarde, em 1962, foi o primeiro matemático a receber o prêmio Moinho Santista, criado para projetar grandes nomes das Ciências, Letras e Artes do Brasil por suas realizações acadêmicas e intelectuais. Em 1967, junto a Heitor Gurgulino de Sousa, fundou a Escola Latino-Americana de Matemática (ELAM). O professor foi conselheiro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), entre 1969 e 1973.

Em 1982 recebeu o Prêmio Científico Bernardo Houssay, da Organização dos Estados Americanos (OEA), sendo novamente o primeiro matemático a receber esse prêmio. Em 1983, foi eleito membro da recém-fundada Academia de Ciências da América Latina. Foi o primeiro brasileiro convidado a palestrar no Congresso Internacional de Matemáticos (ICM) em Estocolmo.

No dia 17 de agosto de 1989 a Universidade Estadual de Campinas concedeu a Nachbin o título de professor Honoris Causa.

Em 14 de novembro de 1991, junto com os colegas Cesar Lattes, Elisa Frota Pessoa, Francisco de Oliveira Castro, Hervásio de Carvalho, Jayme Tiomno e José Leite Lopes, foi agraciado com o título de professor emérito do CBPF.

Teve quatro livros publicados no exterior ao longo da sua trajetória academica: “The Haar Intergral (1965), Topology and Order (1965), Elements of Approximation Theory (l967) e Topology on Spaces of Holomorphic Mappings (1969).

Faleceu em 03 de abril de 1993, aos 71 anos, deixando um legado de quase cem artigos publicados em revistas de matemática nos Estados Unidos, França, Itália e outros países. 

.

 Cerimônia de entrega de título emérito que reuniu
fundadores e professores do CBPF na década de 90:
sentado está o pesquisador Cesar Lattes, atrás da
esquerda para a direita, o Físico Nuclear Jayme Tiomno,
a Física Elisa Frota Pessoa, o Físico José Leite Lopes,
Matemático Leopoldo Nachbin, Físico Francisco de
Oliveira Castro e o Engenheiro Nuclear Hervásio de Carvalho.

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página