replica rolex rolex is still the best choice inside of the global watch market sector.
diamond painting made in usa.

what companies are selling legit cheap sex doll?

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CBPF recebeu a XXIX Reunião de Trabalho sobre Interações Hadrônicas com número recorde de participantes

  • Publicado: Sexta, 13 de Maio de 2022, 13h37
  • Última atualização em Sexta, 13 de Maio de 2022, 13h37
  • Acessos: 14

O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF), no Rio de Janeiro, recebeu entre os dias 9 e 11 de maio a XXIX Reunião de Trabalho sobre Interações Hadrônicas – RETINHA 29. Esta edição teve número recorde de 94 participantes, um aumento de 20 a 30% em relação às edições anteriores.

A programação do RETINHA 29 contou no dia 9 com: abertura de Takeshi Kodama; apresentações de trabalhos no auditório Ministro João Alberto das 9h às 17h com duração média de 20 minutos, seguidas de perguntas e discussão com a plateia presente; e exposição de pôsteres na área de convivência do instituto.

Participante apresentando seu trabalho no auditório
Foto: Priscila Arrochellas (NCS/CBPF)

Ao longo do dia 10, seguiram as apresentações de trabalho e de pôsteres, e para finalizar a programação do dia, houve uma homenagem à física Marina Nielsen, professora titular aposentada da Universidade de São Paulo (USP), com a participação de seus colegas: Débora Menezes, Raphael Albuquerque, Mirian Bracco, Ignácio Bediaga e Fernando Navarra.

Sessão de pôsteres
Foto: Priscila Arrochellas (NCS/CBPF)

No último dia de evento, 11/05, continuaram as apresentações de trabalho e a programação científica foi encerrada com a mesa redonda “Ideias para o futuro”, tendo como participantes: Gastão Krein, Ricardo Farias, Frederique Grassi, Diogo Boito, Emmanuel Oliveira, Raphael Albuquerque, Manuel Malheiro, Rodrigo Negreiros, Eduardo Fraga, Sérgio Duarte, Murilo Rangel e Giorgio Torrier.

Plateia durante a RETINHA 29
Foto: Priscila Arrochellas (NCS/CBPF)

 

O pesquisador do CBPF Ignácio Alfonso de Bediaga, um dos membros da comissão organizadora do evento, explicou que a RETINHA tem como característica importante ser o espaço onde os estudantes de graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado apresentam seus trabalhos sobre a área.

Para Bediaga o que surpreendeu positivamente a RETINHA 29 foi o nível dos trabalhos apresentados e como foram expostos: a maturidade científica, a preocupação com a clareza e de mostrar os slides de uma forma bastante elaborada. “Considero um sucesso absoluto comparando com a história das RETINHAS anteriores, com isso fica uma indicação importante para as edições do futuro.”

A comissão organizadora foi formada pelos pesquisadores Sérgio Duarte (CBPF), Ignácio Bediaga (CBPF), Gabriel Denicol, da Universidade Federal Fluminense (UFF) e Fernando S. Navarra (USP).

 

 

Sobre a RETINHA

A série RETINHA (de REunião de Trabalho sobre INterações HAdrônicas) foi criada em 1990 pelo professor Yogiro Hama da USP. Estas reuniões vêm ocorrendo regularmente e se tornaram um evento tradicional da comunidade de física hadrônica. Tipicamente, a RETINHA é o encontro no qual os estudantes apresentam seus primeiros seminários científicos para uma plateia que inclui os especialistas na área. Esta série de reuniões tem sido muito importante para a coesão da área e para manter um bom ambiente científico de discussões ao mesmo tempo profundas e informais.

Em média, a RETINHA conta com cerca de 60 participantes, entre estudantes de graduação e de pós-graduação, pós-doutores e professores. Frequentemente pesquisadores estrangeiros em visita ao país participam dos encontros. A série RETINHA foi continuamente apoiada por projetos temáticos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) sediados no Instituto de Física da USP (IFUSP) e recebeu também apoio das pós-graduações de várias instituições que auxiliaram seus alunos com diárias e passagens.

As reuniões desta série foram realizadas várias vezes na cidade do Rio de Janeiro, no CBPF e na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), muitas vezes na cidade de São Paulo, na USP e no Instituto de Física Teórica da   Universidade Estadual Paulista (IFT/UNESP), também em Campinas, na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e em Resende (UERJ). A qualidade das apresentações foi sempre evoluindo para melhor e os   proceedings de algumas edições da RETINHA foram publicados pelo Brazilian Journal of Physics.

registrado em:
Fim do conteúdo da página