replica rolex rolex is still the best choice inside of the global watch market sector.
diamond painting made in usa.

what companies are selling legit cheap sex doll?

Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

CBPF lança coletânea de cartas de Guido Beck

  • Publicado: Sexta, 21 de Agosto de 2020, 16h26
  • Última atualização em Terça, 25 de Agosto de 2020, 16h40
  • Acessos: 1307

O Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, no Rio de Janeiro (RJ), em colaboração com a Editora Livraria da Física, em São Paulo (SP), acaba de lançar coletânea de cartas do austríaco Guido Beck (1903-1988), um dos pioneiros da pesquisa sistemática em física no Brasil.

A coletânea Guido Beck – The career of a theoretical physicist seen through his correspondence (Guido Beck – a carreira de um físico teórico vista por meio de sua correspondência) reúne 410 cartas enviadas e recebidas por Beck, bem como 10 fotografias e cerca de uma dúzia de fac-símiles.

A obra foi organizada por Antonio Augusto Passos Videira, do Departamento de Filosofia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e pesquisador colaborador do CBPF, e Carlos Puig, também com formação em filosofia e história da ciência. O material para a obra veio dos milhares de documentos do Arquivo Guido Beck, localizado no CBPF e sob a responsabilidade de Videira.

“O objetivo é publicar seleção de cartas que contam a trajetória de Beck, ao mesmo tempo que apresenta discussões relativas ao surgimento de modelos nas áreas da física nuclear, óptica e teoria quântica de campos. A ideia é também ilustrar a introdução e consolidação da física moderna na Argentina e no Brasil”, disse Videira, que começou o projeto ainda em 2017.

A obra traz introdução de 19 páginas assinada pelos organizadores que contextualiza a vida e obra de Beck.

 

Andarilho da física

Beck trabalhou em 11 países, o que o forçou a aprender seis línguas, além do alemão, seu idioma nativo. “Ele foi um verdadeiro andarilho da física”, resume Videira. Teve atuação marcante na formação de grupos de pesquisa e na orientação de estudantes – principalmente, na Argentina, onde fundou, em 1944, a Associação Física Argentina, e no Brasil, onde chegou em definitivo em 1951.

Na história da física no Brasil, ocupa lugar de destaque, ao lado de dois outros pioneiros, Gleb Wataghin (1899-1986) e Bernhard Gross (1905-2002), que chegaram ao país ainda na década de 1930.

A coletânea traz cartas enviadas e recebidas por Beck para nomes renomados da física, como o alemão Werner Heisenberg (1901-1976), Nobel de Física de 1932 e de quem Beck foi assistente entre 1929 e 1932; o suíço-italiano Michelle Besso (1873-1955), amigo de Albert Einstein (1879-1955); o italiano Enrico Fermi (1901-1954), Nobel de 1938; o ucraniano George Gamow (1904-1968), um dos idealizadores da teoria do Big Bang; os físicos brasileiros Jayme Tiomno (1920-2011), José Leite Lopes (1918-2006), Mário Schenberg (1914-1990) e César Lattes (1924-2005), por exemplo.

 

O físico austríaco Guido Beck

(Crédito: Wikipédia commons)

 

Presente do CBPF

Foi diretor científico do CBPF em meados da década de 1950. Depois, transferiu-se para o Instituto de Física da Universidade de São Paulo, para substituir o físico norte-americano David Bohm (1917-1992), que havia se transferido para Israel. Voltou para a Argentina em 1962 e retornou ao Brasil em 1975. Morreu atropelado no bairro carioca de Botafogo em 1988.

Em seu périplo pelo mundo, além de Brasil e Argentina, pesquisou e lecionou na Áustria, Alemanha, Ucrânia, França, República Tcheca, Suíça, Dinamarca, em Portugal e nos EUA. Formou-se em física em Viena em 1925 e doutorou-se com Hans Thirring (1888-1976), renomado físico teórico austríaco especializado na teoria da relatividade geral. Beck, em sua tese de doutorado, provou matematicamente a existência de ondas gravitacionais.

Ronald Shellard, diretor do CBPF, assina a apresentação do livro. “A obra é uma iniciativa do CBPF que oferece a outros países a possibilidade de eles conhecerem um pouco mais de suas próprias histórias. É prova da estima e do respeito que nossa instituição tem pela história da ciência”.

O livro é publicado em um momento em que o CBPF comemora o 50º aniversário de seu mandato universitário – ou seja, as disciplinas cursadas no CBPF tinham validade para a graduação de cursos da então Universidade do Brasil (hoje, Universidade Federal do Rio de Janeiro), que completa 100 anos de sua fundação.

 

SERVIÇO

Título: Guido Beck – The career of a theoretical physicist seen through his correspondence

Organizadores: Antonio Augusto Passos Videira e Carlos Puig

Editora: Editora Livraria da Física

No de páginas: 656 p.

Ano: 2020

Preço sugerido: R$ 60 (papel)

Onde comprar: https://www.livrariadafisica.com.br

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página